Estive no programa Faz Sentido da Sic Mulher a dar as minhas melhores dicas para fazer malas para as férias, sem falhas. Adorei falar com a querida Ana Rita Clara, cobrimos um pouco de malas de adulto, malas de criança, mas ainda muito ficou por partilhar! Vejam já aqui o vídeo da participação e aqui em baixo ficam todas as dicas – as que tive oportunidade de partilhar e muitas mais – que nos vão facilitar a vida na hora de fazer as malas estas férias.

 

Malas de viagem:

– O ideal é que a mala seja rígida e leve, para manter a forma e não pesr muito na hora de carregar para o porão.

– Preparar as malas com tempo é o ideal. Não deixe para a última hora! Uma semana de antecedência dá-nos tempo de visualizar as coisas todas que nós queremos levar e de retirar o que não queremos e apenas levar aquilo que realmente queremos e vamos usar. Mas tente colocar as peças na mala apenas na véspera, para que não fiquem marcadas pelo peso.

Se tivermos um charriot, é ideal! Começo por pendurar tudo o que gostaria de levar, e o charriot parece que vai explodir. Então, dia após dia, eu verifico a meteorologia, vejo as cores e estampas/padrões, faço as mudanças necessáras e removo os itens até que me pareça tudo certo. Eu tenho o guarda-fatos ordenado cores e faço o mesmo no charriot, o que torna muito mais fácil criar um guarda-roupa coesivo.

Malas dos adultos:

  • vestidos – se estou com pressa – vestimo-nos de alto a baixo de uma assentada. É o uniforme de verão. Eu amo poder usá-los a todos do dia para a noite, com apenas uma simples troca de sapatos e acessórios necessários. Os estampados exuberantes vão do dia à noite e os algodões com broderie anglaise são um clássico que está tendência
  • Apostar numa paleta de cores e apostar em peças que possam ser coordenadas entre si para criar looks diferentes. Fora os vestidos, para a praia aposto em gangas simples e muito branco.
  • Mas pense sempre em fazer essas conjugações antes de fazer as malas – embale outfits da cabeça aos pés (acessórios incluídos), não apenas peças soltas.
  • Todos os bikinis e saídas de praia, será o que mais vamos vestir, se formos à praia
  • Uma camisola gira, ao estilo Maria Guedes, ou casaco de ganga, nunca se sabe o frio que pode fazer…
  • O necessaire cheio de amostras, travel sizes das marcas preferidas que muitas vezes já se vendem em packs ou comprar kits de frasquinhos e lá colocar os nossos produtos preferidos
  • Necessaire plastificado por fora, para o caso de haver algum acidente não sujar o resto da mala.
  • Produtos que estão quase a acabar vale a pena levar para não mais voltar.
  • Vá pondo tudo em cima da cama antes de colocar na mala, para ter a certeza de que nada fica esquecido ou confundido – maquilhagem, necessaire, acessórios, joias, carregadores, livros…
  • Sapatos: um de cada (chinelo, sandálias, ténis) em cor neutra. Eu vou levar uns chinelos Birkenstock dourados, para praia e fora, umas sandálias às tiras Tropeziennes e uns espadriles pretos com salto compensado, para dar uma altura.
  • Sapatos: apostar em rasos, são mais confortáveis e conseguimos levar mais em menos espaço e uns ténis, que dão para gangas/dia a vestidos de noite
  • Eu protejo o meu chapéu de sol de palha, enchendo a coroa de meias para que chegue ao destino não deformado.
  • Carteiras: trazer uma básica para o dia, uma opção para a noite e depois algo que me faça sorrir, uma carteira divertida. Este ano, a tendência continua muito forte nas palhinhas e estruturas de materiais naturais.
  • Dentro das carteiras podem ir o saco com os fatos de banho, lingerie e outras peças que não há problema de se amarrotarem.
  • No fundo da mala vão os sapatos dentro de sacos de protecção, os sacos e carteiras e nos espaços soltos mais acessórios. O fundo da mala é um tetris de duros, e de lá vamos para peças mais pesadas, até as mais delicadas no topo da mala, e colocadas no último minuto, para amarrotar o mínimo.

Malas dos miúdos:

Mala de rapaz como exemplo (tenho dois rapazes)

  • Uma peça a mais do que aquelas que se pensa levar, como backup
  • tantas T shirts/cuecas/meiasquantos dias e mais uma de cada just in case.
  • Uma camisola para o frio e outra de reserva
  • Nada de calças, entre calções de praia e calções de sair, os miúdos NUNCA precisam de calças no Verão, muito menos de ganga.
  • Podemos levar alguma peça que não queiramos mais vestir e deixar para trás, pode ser que alguém a queira e volta a mala mais leve.
Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.