Foi quase da noite para o dia, quando comecei a pensar nas manchas da pele, elas começaram a pipocar com toda a força no meu rosto.

Eu sempre tive sardas, que surgiram depois de um mega escaldão quando eu era miúda – #childofthe80’… Ou seja, eram já pequenas manchas que ficavam bastante mais activadas no verão. Mas eram sardas.

Acontece que agora, quase a chegar aos 40, essas manchinhas estão a juntar-se em manchas maiores e estão a surgir aquelas manchas café com leite, que começam clarinhas mas prometem ficar cada vez mais largas e escuras. As tais manchas da pele que vêm com a idade.

Com o meu historial (sardas solares e muito sol na moleirinha), essas manchas estarem a aparecer apenas agora, e serem clarinhas creio que há de dever-se ao facto de eu já estar a fazer uma prevenção. O que eu fazia para flacidez e rugas também resulta para as manchas.

Acho que tenho prevenido bem com o ácido retinóico de noite, a vitamina C de dia e o ácido glicólico em máscara.

Mais sugestões de cosméticos com retinol (eu uso ácido retinoico, mais forte), cliquem nas imagens para ver melhor:

Mais sugestões de cosméticos com vitamina C, cliquem nas imagens para ver melhor:
Sobre o ácido glicólico, neste post eu não tinha falado sobre ele, porque foi uma entrada em força muito recente (isto está sempre a baralhar e voltar a dar!), mas tenho usado o Peeling Glicolique da Caudalie e estou a usar há duas semanas este peeling da The Ordinary, um bocado mais potente. Adoro este último peeling, sinto-o a fazer imenso efeito, a minha pele é resistente a ele (peles sensíveis têm de ter MUITO cuidado), fica lisinha e promete atenuar o aspecto das manchas. Here’s hoping!

Para quem tenha manchas instaladas que já não se resolvam com cremes, sugiro peelings químicos (em esteticista ou dermatologista) e laser, em último caso… Se resultou com a tia Lili, também vai resultar connosco! De qualquer forma, vale a pena primeiro tentar os cremes e tratamentos cosméticos, com a nossa idade, enquanto as manchas ainda não são visíveis ou são ainda claras!

Durante o verão vou suspender os ácidos retinoicos e peelings, porque a pele fica especialmente sensível ao sol, podendo piorar as manchas se houver exposição sem alta proteção na altura do tratamento. Prefiro não arriscar e suspender estes tratamentos mais incisivos nesta altura. Mas definitivamente vai fazer parte da minha rotina de cuidados durante o resto do ano.

Claro que, antes de tudo isto e sobretudo enquanto estamos a fazer estes tratamentos, é fundamental usar um óptimo protector solar. Todo o ano! Agora é sagrado para mim!

Neste momento já estou a apostar nestes dois protectores minerais, ultra ligeiros, óptimos debaixo da maquilhagem, mas com alta proteção: o mineral da Kiehls’ (ali em cima) e esta novidade da Bioderma, que tem uma coroinha que faz escapar-me à base.
Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.