O street style continua a ser a maior inspiração que retiro das semanas de moda, mas o desafio agora é encontrar looks que não sejam totalmente vestidos e estilizados pelas casas que vão apresentar naquele dia.

Uma coisa é prestigiar o criador que se vai assistir vestindo uma peça dele que se tenha em casa, outra é ser uma modelo com criações 0 KM que sai à rua. Por vezes pode ser interessante ver a coleção em modo “vida real”, mas eu prefiro espreitar o gosto pessoal e o que vai nos roupeiros verdadeiros que por lá andam.

Esperemos que estes sejam do roupeiro mesmo.

Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.