Se durante o resto do ano eu tenho feito um investimento em ácidos, esfoliações e todo o tipo de cremes que ajam de forma incisiva (para não dizer agressiva) na pele, contra manchas e flacidez, assim que chegou o verão, com calor e exposição solar a sério, senti que tinha de dar uma pausa nisso tudo. Suspendi o ácido glicólico (quando voltar a ele em Setembro – que vou voltar, sem dúvida – fica já a promessa de post com as últimas novidades e o que ando a usar), os retinóis e tratamentos branqueadores, e deixei de fazer a microdermoabrasão.

Então, o que tenho feito e usado, para não perder o grão de pele fino que alcancei e dar o melhor à minha pele este verão?

Então, mesmo antes de ir de férias fazia apenas esfoliações suaves e usava esta linha de cremes e proteção solar de dia. À noite, apostava mais em séruns e cremes hidratantes, em vez dos ácidos.

Antes de ir de férias apenas tinha ido umas três vezes à praia, nem contava, mas desde meados de Julho, com o início das férias a sério, a minha rotina de beleza ficou reduzida ao mínimo e estou chocada com o bem que me tenho dado assim!

Ouvi a Sofia Novais de Paula a recomendar tanto o Óleo de Onagra que resolvi investigar para ver se seria boa opção para mim. Os comprimidos ainda não serão o indicado para as minhas necessidades, mas entre os óleos essenciais para o rosto que encontrei no Celeiro, realmente o de Onagra pareceu-me bem e trouxe para experimentar estas férias.

Trouxe no necessaire de férias o óleo juntamente com outras amostras e tamanhos mini, apenas porque a embalagem é maneirinha e bem fechada, e calhou mesmo bem, porque não usei absolutamente mais nada, peguei de estaca com o óleo de Onagra!

Apenas uma pressão é suficiente para todo o rosto e gostei que a pele não ficasse brilhante e oleosa, mas sim sedosa. De manhã uso um pump de óleo, deixo absorver e a seguir espalho o protector mineral com cor da Bioderma, o Photoderm Nude Touch, adoro. E assim ia para a praia, com proteção mineral e uma corzinha uniformadora, sempre de chapéu posto.

À noite, muitas vezes apenas voltava a usar o óleo de Onagra, por vezes um sérum por cima, e a minha pele tem andado MARAVILHOSA! Lisa, com os poros fechados, sem as borbulhas e brilhos habituais que me atacam no verão. Estou mesmo satisfeita.

Uma alternativa ao protector mineral com cor da Bioderma é o BB Cream da Anne Moller, o DNA Sun Resist. Tem um acabamento de cor bonito e proteção 50, muito alta como gosto para o roto. Para a praia, se precisava de reforçar, usava o Bariésun especial rosto 50+ da Uriage, um fluido ultraligeiro.

Seguramente ajuda eu estar a proteger a sério o rosto do sol. Não só apenas uso mineral ou 50+ no rosto, como está sempre protegido pelo chapéu e os banhos de mar já não são tão frequentes como há uns anos.

A minha rotina de beleza de férias/praia não podia ser mais simples e eu não podia estar mais contente!

Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.