Sabe tão bem! Durante o pico do Inverno não sou capaz, chega a meados de Novembro e fico com demasiado vento frio a fustigar a pele, garganta e ouvidos, mas assim que chega a Fevereiro, ao meu Fevereiro que traz consigoi sempre um calor antecipado maravilhoso, eu saio da toca e volto às minha corridinhas.

Uma das coisas que actualmente me faz preferir o yoga é o facto de, ao fim de 4 ou 5 km os meus joelhos começarem a queixar-se do esforço da corrida. Por isso, apenas corro enquanto me sinto sem dores, para acelerar o ritmo cardíaco, testar a resistência dos meus músculos e chegar mais longe. Mas qualquer actividade ao ar livre é bem vinda.

Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.